Os Médicos Sem Fronteiras anunciaram que não querem mais verbas vindas da União Europeia ou de qualquer Estado-membro. A organização não-governamental não concorda com o acordo assinado entre UE e Ancara, que acredita ser uma forma dos 28 se verem livres do problema dos refugiados, empurrando-os para a Turquia. A União Europeia respondeu à decisão garantindo que ela não compromete o trabalho que está a ser efetuado Os Médicos Sem Fronteiras também já fizeram saber que vão recorrer ao fundo de emergência e que, por isso, as suas operações no terreno não estão comprometidas.

Comentar

{{#image}}
{{/image}}
{{text}} {{subtext}}

Notícias Recentes

Ao terceiro jogo angolanas ganham e Brasileiras perdem no Mundial de Andebol feminino

A terceira jornada da fase de grupos da competição ditou a p...

Geral    04 dezembro 2019

Primeiro-Ministro de Timor defende Orçamento Geral do Estado

Taur Matan Ruak considera que a despesa inscrita no document...

Timor-Leste    03 dezembro 2019

Governo estuda privatização do Banco do Brasil

A proposta está a ser elaborada pelo Ministério da Economia ...

Brasil    03 dezembro 2019

Sortes diferentes para angolanas e brasileiras no Mundial de Andebol

Na segunda jornada da prova, as representantes de Angola per...

Geral    03 dezembro 2019

Portugal vence Mundial de Futebol de Praia

É a terceira vez que a selecção lusa concretiza esse objecti...

Portugal    02 dezembro 2019