Era previsível mas não deixa de ser surpreendente, Virginia Raggi, de 37 anos, é a primeira mulher a dirigir a capital italiana. A candidata do Movimento 5 Estrelas bateu a concorrência na segunda volta das eleições municipais. O grande derrotado foi o partido do primeiro-ministro MatteoRenzi, numa votação marcada por uma taxa de participação de 36,56%, na primeira volta tinham votado 43,72% dos eleitores. Virginia Raggi, aparece numa altura em que Roma se encontra no caos completo. Obras começadas, e que nunca foram terminadas, escândalos ligados à Máfia, entre outras coisas. A jurista, de 37 anos, promete pôr ordem na casa e devolver uma "cultura de legalidade" à gestão da capital. Uma promessa ambiciosa para uma mulher que os adversários acusam de ter pouca experiência política e executiva.

Comentar

{{#image}}
{{/image}}
{{text}} {{subtext}}

Notícias Recentes

Presidente de Timor solicita constitucionalidade de diplomas aprovados no Parlamento

Em causa está a nova formulação das Leis do Fundo Petrolífer...

Timor-Leste    13 agosto 2019

Alemanha suspende investimentos no Brasil

Na base da decisão está a política ambiental do Governo Bras...

Brasil    12 agosto 2019

Há 500 anos começava a primeira viagem de circum-navegação

Há 500 anos o português Fernão de Magalhães e o espanhol Seb...

Portugal    10 agosto 2019

Angola e Cabo Verde acordam fim da dupla tributação

Os governos de Angola e Cabo Verde assinaram, quinta-feira e...

Geral    09 agosto 2019

Umaro Sissoco Embaló é candidato às Presidenciais

O MADEM-G15, Movimento para a Alternância Democrata – G15, r...

Guiné-Bissau    09 agosto 2019