Era previsível mas não deixa de ser surpreendente, Virginia Raggi, de 37 anos, é a primeira mulher a dirigir a capital italiana. A candidata do Movimento 5 Estrelas bateu a concorrência na segunda volta das eleições municipais. O grande derrotado foi o partido do primeiro-ministro MatteoRenzi, numa votação marcada por uma taxa de participação de 36,56%, na primeira volta tinham votado 43,72% dos eleitores. Virginia Raggi, aparece numa altura em que Roma se encontra no caos completo. Obras começadas, e que nunca foram terminadas, escândalos ligados à Máfia, entre outras coisas. A jurista, de 37 anos, promete pôr ordem na casa e devolver uma "cultura de legalidade" à gestão da capital. Uma promessa ambiciosa para uma mulher que os adversários acusam de ter pouca experiência política e executiva.

Comentar

{{#image}}
{{/image}}
{{text}} {{subtext}}

Notícias Recentes

Ao terceiro jogo angolanas ganham e Brasileiras perdem no Mundial de Andebol feminino

A terceira jornada da fase de grupos da competição ditou a p...

Geral    04 dezembro 2019

Primeiro-Ministro de Timor defende Orçamento Geral do Estado

Taur Matan Ruak considera que a despesa inscrita no document...

Timor-Leste    03 dezembro 2019

Governo estuda privatização do Banco do Brasil

A proposta está a ser elaborada pelo Ministério da Economia ...

Brasil    03 dezembro 2019

Sortes diferentes para angolanas e brasileiras no Mundial de Andebol

Na segunda jornada da prova, as representantes de Angola per...

Geral    03 dezembro 2019

Portugal vence Mundial de Futebol de Praia

É a terceira vez que a selecção lusa concretiza esse objecti...

Portugal    02 dezembro 2019