José Ramos-Horta defendeu, ontem, a realização de novas eleições Legislativas no país. Em Bruxelas, para falar com responsáveis da União Europeia, o ministro de Estado timorense, afirmou que esta é a melhor solução para resolver o impasse político. A formação do atual Primeiro-ministro, Mari Alkatiri, venceu o escrutínio mas sem maioria. O parlamento é dominado pela oposição que se diz também pronta a governar em coligação.

Aos jornalistas o Nobel da Paz afirmou que a realização de novas eleições é “mais democrático do que tentar impor” um governo “de grande inclusão, de unidade nacional, que depois não funciona, porque as diferenças são muito grandes.

Timor-Leste vive alguma instabilidade políticas desde as últimas eleições, principalmente depois da oposição ter chumbado o programa de governo e a proposta de Orçamento Retificativo. Posteriormente, apresentou uma moção de censura ao executivo e uma proposta de destituição do presidente do Parlamento.

 

(Foto: Mari Alkatiri)

Comentar

{{#image}}
{{/image}}
{{text}} {{subtext}}

Notícias Recentes

Prata para Portugal nos Mundiais de Atletismo

O atleta português João Vieira, de 43 anos, conquistou a med...

Portugal    01 outubro 2019

Empresa internacionais deixam de comprar produtos brasileiros

Entre essas firmas, encontram-se as marcas Timberland, Vanda...

Brasil    29 setembro 2019

Seca agrava-se no Sul de Angola

A falta de chuva está a afectar mais de dois milhões de pess...

Angola    27 setembro 2019

Pesticidas matam milhões de abelhas no Brasil

São milhões os enxames que desapareceram no sul do país. A r...

Brasil    25 setembro 2019

Guiné-Bissau celebra dia da Independência

Foi a 24 de novembro de 1973 que a Guiné-Bissau proclamava a...

Geral    24 setembro 2019